DIRF 2017 – Receita publica regras

A Receita Federal do Brasil, por meio da Instrução Normativa RFB nº 1.671/2016, fixou o prazo de entrega da Dirf-2017, relativa às informações do ano-calendário de 2016, para o dia 15/02/2017. Houve, portanto, uma antecipação do prazo em relação ao ano passado.

A Dirf deve ser apresentada por todas as pessoas jurídicas e físicas que pagaram ou creditaram rendimentos sobre os quais tenha incidido retenção do IRRF ou das contribuições sociais retidas (Contribuição Social sobre o Lucro – CSL, PIS-Pasep e Cofins), ainda que em um únicDIRF 2017o mês do ano-calendário, por si ou como representantes de terceiros.

Estão obrigadas, dentre outros, os estabelecimentos matrizes de pessoas jurídicas de direito privado domiciliadas no Brasil; as entidades imunes ou isentas, pessoas físicas, condomínios edilícios, titulares de serviços notariais e de registro, os candidatos a cargos eletivos, inclusive vices e suplentes; e ainda que não tenha havido a retenção do imposto, os candidatos a cargos eletivos, inclusive vices e suplentes.

Para que haja a obrigatoriedade de entrega, basta verificar se houve retenção de IRRF e das contribuições sociais sobre pagamentos efetuados a outras pessoas jurídicas e às pessoas físicas, ainda que em um único mês do ano-calendário a que se referir à declaração.

 antecipação do prazo de apresentação da Dirf para 15/02/2017; e

 obrigatoriedade da identificação de todos os sócios das Sociedades em Conta de Participação.

A entrega em atraso está sujeita à multa de 2% ao mês-calendário ou fração, que incidirá sobre o montante dos tributos e das contribuições informados na Dirf, ainda que tenham sido integralmente pagos, limitada a 20%. A multa mínima será de R$ 200,00, tratando-se de pessoa física, pessoa jurídica inativa e pessoa jurídica optante pelo Simples Nacional, e de R$ 500,00 nos demais casos.

A retificação espontânea da Dirf não tem multa, exceto se o Fisco vir a notificar o contribuinte para a correção de erros ou omissão de informações.

Fonte: http://contadores.cnt.br/

SAP Business One: o ERP perfeito para a PME

ERPO SAP Business One foi desenvolvido para atender todas as necessidades das pequenas e médias empresas (PMEs). A solução é um ERP completo, fácil de operar e custo acessível.

Permite o controle total sobre o orçamento da empresa (Budget), com o monitoramento dos acessos, rastreamento de alterações e inserções de dados, com uma gestão unificada e padronizada em todos os departamentos.

Essa solução traz à empresa decisões mais assertivas, garantindo que o plano de investimento seja monitorado e seguido. Todas as informações do negócio estarão concentradas em um sistema único e escalável, eliminando o retrabalho com mais qualidade e consistência das informações;

Conheça as principais vantagens da solução para sua empresa:

Fácil instalação – A implementação e a configuração é fácil e pode ser adaptada e personalizada à medida que o negócio cresce;

Dados seguros em tempo real – Relatórios gerenciais, informações rápidas e atualizadas são a base para uma gestão assertiva e decisões estratégicas. Ter total domínio da empresa é fundamental para a tomada de decisão;

Mobilidade na nuvem– A solução pode ser armazenada na nuvem e ser acessada por vários dispositivos a qualquer hora e lugar, basta ter acesso à internet;

Sincronização com Outlook – Facilidade para gerenciar e manter contato com os clientes por meio da sincronização com o sistema de mensagem da Microsoft, proporcionando maior eficiência nas vendas;

Segurança e compliance fiscal – Automação, integração e controle todas as atividades financeiras e contábeis, inclusive com alertas de desvios de alocação de recursos. Por meio de processos é feita a gestão dos centros de custos e lucros;

Gestão do fluxo de caixa e de custos online – Monitoramento remoto por plataforma mobile (gratuita na ferramenta), aumento das margens, redução de erros e retrabalho entre áreas por meio de workflow de aprovação de custos em tempo real.

Entre em contato com os nossos especialistas.

Ações estratégicas resultaram em conquistas para a CONSMASTER

Conquistas 2016

O ano de 2016 foi de grandes conquistas para a Consmaster em decorrência do lançamento do Constar, da consolidação da parceria com a Thomson Reuters e a assinatura de acordos com a Microsoft e SAP.

O novo CONSTAR– CONSMASTER TAX ANALYTIC REPORT foi criado para sua empresa ficar em compliance fiscal com a gestão adequada das NFes. Por meio do cruzamento de todas as notas fiscais emitidas e relacionadas ao contribuinte, apresenta (de forma rápida e automática) qualquer divergência entre o que está sendo escriturado versus as NFes emitidas contra o CNPJ.

Por ser uma ferramenta flexível, o Constar realizará o acompanhamento diário ou semanal, de acordo com a demanda do cliente, no Portal Nacional da NFe ao acessar o sistema, verificará e fará o download apenas das NFs que não estão no ambiente do cliente. Tudo de forma automatizada.

Vantagens imediatas ao usar o Constar: Guarda o XML de CTe e NFe, Minimiza inconsistências com agilidade, Menor exposição Fiscal, Evita multas e divergências na escrituração, Automatização e é totalmente web.

“No decorrer de 2017 teremos novidades para o mercado com a versão mobile e soluções para atender outras demandas”, ressalta Felipe Almeida, CEO da Consmaster.

Na parceria com a SAP, principal foco é o SAP/4Hana, um ERP in-memory que leva empresas de diferentes segmentos e tamanhos para a era digital. A tecnologia in-memory integra todos os sistemas e oferece suporte à Internet das Coisas, Big Data, análise em tempo real, dispositivos móveis, redes corporativas, sistemas terceirizados, entre outros.

Disponível para todos os portes de empresas de diversos setores, que buscam funcionalidades amplas e flexíveis, o novo ERP SAP Hana pode ser implantado no datacenter ou no SAP Hana Enterprise Cloud – opção que garante o mais alto grau de controle em relação aos negócios.

Em especial na área financeira, garante que dados financeiros e operacionais estejam prontos para simulações, previsões e análises hipotéticas com o objetivo de aprimorar as rotinas e o planejamento. E em recursos humanos, permite administrar colaboradores, fixos ou temporários, em um sistema completo que envolve engajamento.

“No próximo ano vamos investir fortemente nessa linha, com a capacitação do time e ampliação da equipe tanto na parte técnica como comercial. A meta é ser um parceiro especializado em SAP e ampliar nosso escopo de serviços”, comenta Felipe.

Em relação à parceria com a gigante Microsoft, o maior foco será em Office 365, a versão da consagrada suíte Office, mas na nuvem; uma enorme vantagem para as empresas, principalmente as pequenas e médias, porque tem custo reduzido com todas as funcionalidades disponíveis. Ao adquirir uma licença é possível instalar em até 5 máquinas diferentes.

Disponível para as plataformas MAC e Windows, a proposta dessa ferramenta é proporcionar a interação entre equipes de trabalho, de maneira colaborativa, com o compartilhamento de documentos e outros documentos, inclusive com a criação de uma rede social corporativa.

Um grande diferencial é a possibilidade de várias pessoas trabalharem simultaneamente online compartilhando documentos, planilhas ou slides com atualização em tempo real. É possível ainda acessar e compartilhar agendas de outras pessoas e realizar o agendamento de reuniões e compromissos, entre outros recursos.

“Temos vasta experiência com a linha Thomson Reuters e, em 2017, vamos intensificar os investimentos, com novas certificações em soluções fiscais. Vamos investir fortemente em ferramentas que podem oferecer soluções fim a fim nessa área para nossos clientes”, completa Felipe.

Nós da CONSMASTER podemos lhe apoiar, navegue pelo nosso site e CONSULTE AGORA mais informações.

 

Informativo Extraordinário: EFD – Bloco K

Das disposições do Ajuste Sinief publicado, fica estabelecida a obrigatoriedade da escrituração do Livro Registro de Controle da Produção e do Estoque (Bloco K) a partir de:confaz-15_12

I. Para os estabelecimentos industriais pertencentes a empresa com faturamento anual igual ou superior a R$300.000.000,00, sendo:

1º de janeiro de 2017, restrita à informação dos saldos de estoques escriturados nos Registros K200 e K280, para os estabelecimentos industriais classificados nas divisões 10 a 32 da Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE);

1º de janeiro de 2019, correspondente à escrituração completa do Bloco K, para os estabelecimentos industriais classificados nas divisões 11, 12 e nos grupos 291, 292 e 293 da CNAE;

1º de janeiro de 2020, correspondente à escrituração completa do Bloco K, para os estabelecimentos industriais classificados nas divisões 27 e 30 da CNAE;

1º de janeiro de 2021, correspondente à escrituração completa do Bloco K, para os estabelecimentos industriais classificados na divisão 23 e nos grupos 294 e 295 da CNAE;

1º de janeiro de 2022, correspondente à escrituração completa do Bloco K, para os estabelecimentos industriais classificados nas divisões 10, 13, 14, 15, 16, 17, 18, 19, 20, 21, 22, 24, 25, 26, 28, 31 e 32 da CNAE.

II. Para a empresa com faturamento anual igual ou superior a R$78.000.000,00, com escrituração completa conforme escalonamento a ser definido, sendo:

1º de janeiro de 2018, restrita à informação dos saldos de estoques escriturados nos Registros K200 e K280, para os estabelecimentos industriais classificados nas divisões 10 a 32 da CNAE.

III. Para os demais estabelecimentos industriais classificados nas divisões 10 a 32;
os estabelecimentos atacadistas classificados nos grupos 462 a 469 da CNAE e os estabelecimentos equiparados a industrial, com escrituração completa conforme escalonamento a ser definido, sendo:

1º de janeiro de 2019, restrita à informação dos saldos de estoques escriturados nos Registros K200 e K280.
Destaca-se que, somente a escrituração completa do Bloco K na EFD desobriga a escrituração do Livro Registro de Controle da Produção e do Estoque, modelo 3, com efeitos a partir de 1º de janeiro de 2017.

 

Conte com nossos especialistas para apoiar sua empresa:  contato@consmaster.com.br

Gestão tributária descomplicada e completa com o WorkFlow Manager

newsdez2Essa poderosa suíte controla a área tributária, realiza auditoria, traz o calendário fiscal para o controle das obrigações acessórias e envia alertas nas datas de pagamento.

O WorkFlow Manager é uma solução online de alto desempenho, que realiza a gestão de documentos e melhora o controle operacional fiscal com eficiência. Isso é feito ao permitir ao usuário ter a visibilidade necessária do status do projeto, permitindo a tomada de decisões de forma mais estratégicas e reduzindo riscos.

A ferramenta faz a automação inteligente de tarefas através de um potente mecanismo de fluxo de trabalho, por meio de recursos de controle e relatórios ajudam na conclusão do projeto em tempo hábil. Com a vantagem de ser totalmente configurável (para atender às necessidades específicas de cada departamento fiscal) e permitir o acesso remoto, de forma segura a partir de qualquer lugar e a qualquer momento.

O WorkFlow Manager é uma suíte completa que inclui os recursos: Calendar, FileRoom e Entity Manager. Estes componentes estão interligados permitindo o nível de acesso apropriado para cada usuário da equipe, com a opção de bloquear documentos confidenciais. Em adicional, uma auditoria completa é mantida por toda a atividade de documentos e workflow.

Veja os detalhes de cada recurso:

Calendar – Permite gerenciar, publicar e controlar todos os prazos externos e internos, acessando pela Web. Fornece ainda um único banco de dados de vários anos fiscais, prazos, pagamentos, extensões, arquivamentos e projetos. As visualizações são personalizadas e os recursos de relatórios permitem determinar, rapidamente, o status de itens inadimplentes, além de chamar a atenção para itens que precisam de revisão imediata e emitir notificações de lembretes de eventos, que ajudam a cumprir os prazos.

FileRoom – Ajudar melhorar a eficiência no gerenciamento de documentos, enquanto reduz custos e o tempo gasto nos processos. Também gerenciar e alocar todos os documentos online em um banco de dados central, permitindo que o usuário se organize, edite e armazene com segurança os documentos. Isso melhora a comunicação interna devido a eficiência em compartilhar, direcionar e revisar arquivos. Tudo com a possibilidade de acesso remoto.

Entity Manager – Permite capturar e gerenciar todos os detalhes dos dados

corporativos, incluindo proprietários, contatos, localização geográfica, números de identificação fiscal, transações entre empresas, entre outros recursos. Permite ainda a criação de campos de dados personalizados para qualquer informação adicional, com a exibição em árvore e campos de filtros de busca que possibilitam encontrar, rapidamente, as informações.

Navegue pelo nosso site e CONSULTE AGORA mais informações.

Receita Federal disciplina forma de apresentação da DIRF

dirf1Instrução Normativa (IN) RFB nº 1671 antecipa prazo de entrega da Dirf para 15 de fevereiro

Foi publicada hoje no diário Oficial da União a IN RFB nº 1671 que dispõe sobre a Declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte referente ao ano-calendário 2016 – Dirf 2017.

Esse ato normativo tem duas novidades em relação aos anos anteriores, antecipa o prazo de apresentação da declaração para 15 de fevereiro de 2017 e obriga a identificação de todos os sócios das Sociedades em Conta de Participação.

A apresentação da Dirf 2017 é obrigatória para pessoas jurídicas e físicas que pagaram ou creditaram rendimentos sobre os quais tenha incidido retenção do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte (IRRF), ainda que em um único mês do ano-calendário, por si ou como representantes de terceiros.

A Dirf 2017 deverá ser apresentada até as 23h59min59s do dia 15 de fevereiro de 2017 através do Programa Gerador de Declarações – PGD Dirf 2017 – de uso obrigatório – a ser disponibilizado pela Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB), em seu sítio na Internet, a partir do primeiro dia útil de janeiro de 2017.

A aprovação do leiaute aplicável aos campos, registros e arquivos da Dirf 2017 para fins de importação de dados ao PGD Dirf 2017 deverá ser divulgada por meio de Ato Declaratório Executivo.

Fonte: Receita Federal do Brasil – Ministério da Fazenda
Publicado: 23/11/2016 09h20

Conte com os profissionais da Consmaster para apoiá-lo na entrega desta e de outras obrigações.

Gestão especializada em projetos é um diferencial

gestao-de-projetos-e-estrategicaInovação está na pauta da maioria das empresas como fator de sobrevivência e é em momento de crise que os empresários reavaliam seus modelos de atuação. Em especial na área de TI, os desafios são ainda maiores porque a gestão de projetos é um fator determinante no sucesso de uma implementação.

A correta aplicação das técnicas de gestão dos projetos tem comprovado uma substancial melhoria na qualidade dos produtos, na comunicação interna e externa, no gerenciamento dos recursos humanos, na satisfação dos clientes, entre outros itens.

De acordo com o Project Manager Institute (PMI – Associação que reúne e certifica profissionais do setor), serão criados 13 milhões de novos postos para Gerentes de Projetos em todo o mundo até 2020. Porém, manter um profissional bem qualificado tem alto custo e uma alternativa saudável é a terceirização dessa atividade.

Com 12 anos de atuação nos mercados fiscal e de TI, a CONSMASTER tem equipes altamente especializados na gestão de projetos, com excelência em governança, inovação e metodologia própria.

O objetivo é garantir que os projetos funcionem dentro dos padrões de qualidade, em consonância com o estabelecido em Acordos de Nível de Serviço (SLA) e indicadores de performance (KPI).

Por meio de um time bem treinado é possível aplicar conhecimentos, habilidades e técnicas na elaboração das atividades relacionadas ao projeto para atingir o conjunto de objetivos previamente definidos.

Isso será estratégico para os seus projetos!

GTM é o seu aliado no comércio exterior

ganhe-competitividade-no-comercio-exterior-com-a-suite-gtmCertamente 2016 ficará marcado pela surpresa no cenário político mundial com a ascensão de Donald Trump à casa Branca. Principalmente porque este é o momento de planejar o próximo ano e pensar como é possível ser mais competitivo para esse novo cenário político e o impacto econômico disso.

Hoje os EUA são o 2º maior país para onde o Brasil exporta, só perdendo para a China que é o 1º no ranking. No acumulado do ano, as exportações brasileiras chegam a US$ 155 bilhões.

O time da CONSMASTER está pronto para te apoiar nesse planejamento da operação de comércio exterior com a Global Trade Management (GTM), da Thomson Reuters – uma suíte completa e integrada para a operação, controle e gerenciamento de comércio exterior.

Composto pelas soluções ONESOURCE Global Trade, Trade-Easy e Softleasing, divisão GTM atende suas necessidades de ponta a ponta para esse tipo de operação. Conheça cada uma:

Global Trade

Maior competitividade e menos riscos nas operações de comércio exterior são as propostas da ONESOURCE Global Trade (antigo Softway), que possui um extenso portfólio de módulos que permite as empresas, com complexos e variados processos de exportação, alcancem um novo nível de precisão, compliance e eficiência, reduzindo o tempo e os custos dessa operação.

Com alto nível de clareza, exatidão, conformidade local, regional e global, facilita a tomada de decisão e a apuração de dados junto aos órgãos fiscalizadores.

Trade-Easy

Essa linha é parceira TOTVS no desenvolvimento e oferta das soluções TOTVS Comex para a gestão dos processos de comércio exterior. Atende às necessidades de empresas de todos os portes e segmentos, entregando desde funções operacionais e de documentação até processos gerenciais e financeiros.

Softleasing

Planejada para entregar agilidade e tranquilidade para as operações de comércio exterior de pequenas e médias empresas as soluções  Softleasing são modulares e integradas aos principais ERPs do mercado e estão disponíveis 100% na nuvem, provendo ao ambiente corporativo todas as regras de segurança.

Cuidados na declaração e implementação

O SPED Fiscal dá mais um passo rumo ao combate à sonegação com a inclusão do Bloco K, a partir de janeiro de 2017, que substituirá o Livro Registro de Controle da Produção e do Estoque.

Os dados referentes ao saldo de estoques de insumos e produtos e respectivas movimentações, inclusive a industrialização em terceiros, farão parte de um grupo de registros que serão entregues no arquivo do SPED Fiscal.

Estão obrigados a declarar:

  • Empresas que se enquadram nos CNAE (Classificação Nacional de Atividades Econômicas) de 10 a 32 (referentes a indústrias de transformação) com faturamento anual igual ou superior a R$ 300.000.000,00.
  • Empresas que estão sob o RECOF (Regime Aduaneiro de Entreposto Industrial sob Controle Informatizado), ou outro regime alternativo a este.

Janeiro de 2018:

– Ficam obrigadas a entregar a declaração as empresas que se enquadram nos CNAE de 10 a 32 com faturamento anual igual ou superior a R$ 78.000.000,00.

A partir de 2019:

– Os demais estabelecimentos industriais; os atacadistas e os estabelecimentos equiparados a industrial.

A periodicidade da declaração é determinada pelo período de apuração do ICMS ou do IPI de cada empresa, prevalecendo sempre o mais curto.

Contribuintes que possuem mais de um período de apuração no mês devem declarar um registro K100 (período de apuração do ICMS/IPI) para cada período, dentro do mesmo arquivo.

sped fiscal

SAP S/4Hana e cloud computing impulsionam resultados da SAP na América Latina

sap-brasil-e-mexico-registraram-crescimento-de-tres-digitos-no-3o-trimestreA SAP registrou seu melhor desempenho histórico na América Latina no 3º trimestre, com crescimento de dois dígitos na receita de software e soluções na nuvem.

Os países que se destacaram em resultados foram México e Brasil, ambos com crescimento de três dígitos em novas assinaturas de nuvem e aumento sólido em soluções on premise.

A nova geração da família de ferramentas de gestão SAP S/4 HANA também esteve acima do desempenho geral, alcançando um crescimento significativo de dois dígitos.

Segundo o presidente da SAP para América Latina e Caribe, Claudio Muruzabal, a transformação digital é o caminho imediato que as empresas da região devem seguir para se tornarem mais competitivas e continuarem crescendo.

Com mais de 22 anos de operações na América Latina, a SAP oferece soluções de nuvem, combinadas com sua plataforma integrada, posicionadas como a opção de preferência de muitas empresas, incluindo líderes de mercado em segmentos como o bancário, que reportou crescimento de dois dígitos. Além disso, esse setor se caracteriza por estar avançando em seus processos de transformação digital de forma acelerada escolhe  SAP S/4HANA para conquistar vantagens competitivas.

Entre os clientes que se destacaram nesse período está a CPFL Energia, principal grupo de geração e distribuição de energia do Brasil. A SAP acompanha o processo de transformação digital dos modelos de negócio da CPFL Energia com base em várias soluções, incluindo SAP S/4HANA e SAP HANA Cloud Platform, sistemas de recursos humanos da SuccessFactors SAP e de gestão de compras da SAP Ariba. O objetivo foi aumentar os níveis de eficiência, reduzir o TCO e incorporar inovação.

Também com sede central no Brasil, a Stara, líder em máquinas agrícolas, escolheu a SAP HANA Cloud Platform e soluções para Internet das Coisas (IoT) com o objetivo de ajudar os agricultores a monitorar suas atividades de cultivo, em tempo real, por meio de sensores em equipamentos.

Esse resultado excepcional da SAP superou a média do mercado e a rápida transição dos clientes da fornecedora alemã para a nuvem está elevando o cenário regional a novos patamares.

Globalmente, a SAP reportou no terceiro trimestre do ano fiscal de 2016 um crescimento de 9% na receita de software e na nuvem, enquanto as novas assinaturas de nuvem (um importante indicador do sucesso de vendas das soluções da SAP) aumentaram 24%.

Comentários
    Categorias